FICHA DE PROYECTO

NOMBRE: MEJORAMIENTO DE LA NAVEGABILIDAD DEL RÍO TIETÊ
CODIGO: HPP19
EJE: Hidrovía Paraguay-Paraná
PAÍSES:
BRASIL
ETAPA DEL PROYECTO: EJECUCIÓN  
ÁMBITO: NACIONAL
SECTOR: Transporte
SUBSECTOR: Fluvial
TIPO DE OBRA: Mejoramiento de la navegabilidad fluvial
API: SI  
ANCLA: NO  
INVERSIÓN TOTAL DEL PROYECTO EN U$S: 800.000.000

Mapa

ALCANCE DEL PROYECTO

OBJETIVO:

Aprimorar a navegabilidade do rio de modo a propiciar o reordenamento da matriz de transportes da região centro-oeste do Estado de São Paulo e impulsionar o desenvolvimento regional. A expectativa é atrair para a Hidrovia 11,5 milhões de toneladas, triplicando a movimentação.  

DESCRIPCIÓN:

Implantar melhorias específicas em todo o percurso paulista, tais como: construção de duas barragens com eclusas; substituição e ampliação de vãos e proteção de pilares de pontes, perfazendo 13 intervenções que reduzirão a viagem em até duas horas e diminuirá em cerca de 20% os custos de transportes; construção de 2 terminais hidroviários; execução de serviços de dragagem e retificação de canais em 7 municípios; melhorias em atracadouros de espera e muro guia das eclusas de 7 municípios, além de 6 projetos de duplicação de eclusas e realização de obras do Centro de Controle Operacional das eclusas (CCO).

DESCRIPTORES:

DESCRIPTOR
VALOR
UNIDAD DE MEDIDA
Calado y ancho de solera
 
m
Calado y ancho de solera
 
m
Descripción de los accesos a construir (viales y ferroviarios )
 
km
Longitud de los canales de navegación a profundizar y ensanchar, así como del dragado de los pasos críticos
800
km
Longitud de los canales de navegación a profundizar y ensanchar, así como del dragado de los pasos críticos
 
km

SITUACION BRASIL:

Esse projeto encontra-se atrelado a um conjunto de investimentos do programa de investimentos federais, incluindo:

1) Adequação de pontes: essas interveções incluem a ampliação de vãos, proteção de pilares e substituições de pontes. Os investimentos são da ordem de R$ 365,7 milhões (sendo R$ 73,3 milhões de responsabilidade da União, e R$ 292,4 milhões por parte do Estado de São Paulo). As 14 invervenções possuem previsão de conclusão até 18/04/19.

2) Adequação de canais: essas intervenções incluem a ampliação e retificação de canais, incluindo as intervenções relacionadas ao Pedral de Avanhandava. Os investimentos são da ordem de R$ 350,6 milhões (sendo R$ 322,9 milhões de responsabilidade da União, e R$ 27,7 milhões por parte do Estado de São Paulo). As sete invervenções possuem previsão de conclusão até 02/11/19.

3) Melhorias em eclusas: as intervenções incluem a melhoria em sete eclusas (atracadouros de espera e muro guia), a construção de um Centro de Controle Operacional de Eclusas (CCO) e projetos de duplicação de seis eclusas. Os investimentos são da ordem de R$ 286,2 milhões (sendo R$ 43,1 milhões de responsabilidade da União, e R$ 243,1 milhões por parte do Estado de São Paulo). As treze invervenções possuem previsão de conclusão até 20/04/19.

4) Implantação da barragem com eclusa em Anhembi: essa interveção impluca na elaboração de projeto e implantação de barragem com eclusa perto de Anhembi, para ampliação do trecho navegável até o município de Conchas, bem como desenvolvimento de estudo para aproveitamento do trecho até Salto. Os investimentos são da ordem de R$ 401,6 milhões (sendo de responsabilidade do Estado de São Paulo). A invervenção possui previsão de conclusão até 01/11/18.

5) Contrução de Terminais de Carga: construções de terminais em Araçatuba, Ubarana e Laranjal Paulista. As invervenções possuem previsão de conclusão até 01/06/18.

6) Supervisão e Gerenciamento do Alto e Médio Tietê; Baixo Tietê e Paraná; Santa Maria da Serra e Gerenciamento das Obras: as quatro inntervenções (estudos) possuem previsão de conclusão até 03/01/2021, de modo que os investimentos são da ordem de R$ 108,6 milhões (sendo R$ 23 milhões de responsabilidade da União, e R$ 85,3 milhões por parte do Estado de São Paulo).

RIESGOS Y AMENAZAS

COMENTARIO

O sistema hidroviário Tietê-Paraná tem 2.400 km de vias navegáveis, de Piracicaba e Conchas (ambos em São Paulo) até Goiás e Minas Gerais (ao norte) e Mato Grosso do Sul, Paraná e Paraguai (ao sul). Liga cinco dos maiores Estados produtores de soja do País e é uma das mais importantes hidrovias do Mercosul.

Em seu trecho paulista, a Hidrovia Tietê-Paraná tem 800 km de extensão e conta com 10 reservatórios, 10 eclusas, 23 pontes, 19 estaleiros e 30 terminais intermodais, sendo uma importante alternativa logística para o transporte de carga.

COSTO Y FINANCIAMIENTO DEL PROYECTO

TIPO DE FINANCIAMIENTO: PÚBLICO
FUENTE INVERSIÓN (EN US$) ESTADO DEL FINANCIAMIENTO
TESORO NACIONAL 450.000.000 en desembolso
TESORO PROVINCIAL 350.000.000 en desembolso
INVERSIÓN TOTAL EN US$   800.000.000  

INCLUIDO EN EL PRESUPUESTO NACIONAL: SI
AÑO: 2012
MONTO DE LOS ESTUDIOS EN US$: 750000
FUENTE DE FINANCIAMIENTO DE LOS ESTUDIOS: TESORO PROVINCIAL

ESTADO DEL PROYECTO

ETAPA DEL PROYECTO: EJECUCIÓN  
FECHA ESTIMADA DE FINALIZACIÓN: 30/04/2018
LICENCIA AMBIENTAL: SI
ESTADO DE LOS ESTUDIOS: Completo

RESPONSABLE DE LA INFORMACIÓN

COORDINADOR NACIONAL BRASIL
  • NOMBRE: Gilson Alceu Bittencourt
  • EMAIL: gilson.bittencourt@planejamento.gov.br
  • TELEFONO: (5561) 2020-4080
  • INSTITUCION: Ministerio de Planeamiento, Presupuesto y Gestión
RESPONSABLE ÚLTIMA MODIFICACIÓN BRASIL
  • NOMBRE: Eimair Bottega Ebeling
  • EMAIL: eimair.ebeling@transportes.gov.br
  • TELEFONO: +55 61 2029-7822
  • INSTITUCION: Ministerio de Transporte
  • FECHA MODIF.: 28/06/2017 16:04:13